SOMBRA E LUZ (Parte 3)

    “Devemos, então, redescobrir os valores da nossa cultura – ocultos de nós por nossa própria ignorância, escondidos no empoeirado tesouro do passado -, resgatá-los e integrá-los em nossa própria vida. Isso é…

SOMBRA E LUZ (Parte 2)

  I - “Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento”. II – “Amarás ao teu próximo como a ti mesmo” (Em Mateus 22:37-40)     Vivemos tempos…

SOMBRA E LUZ (Parte I)

    “Há mais coisas no céu e na terra, Horácio, do que sonha a tua filosofia.” (William Shakespeare, em “Hamlet”)   O artigo de autoria desconhecida que me foi enviado recentemente por uma amiga remeteu-me…

REGRAS

        Regras? Mais regras? Sério? A vida já não é complicada e restritiva o suficiente sem regras abstratas que não levam em conta nossa situação única e individual? E, uma vez que nosso cérebro…

COMO NASRUDIN CRIOU A VERDADE

      “As Leis não fazem com que as pessoas fiquem melhores” – disse Nasrudin ao Rei. “Elas precisam antes praticar certas coisas de maneira a entrar em sintonia com a verdade interior, que se assemelha…

FÁBULAS DE ESOPO

    Esopo foi um escritor da Grécia Antiga a quem são atribuídas várias fábulas populares. A ele se atribui a paternidade das fábulas como gênero literário. Malgrado sua existência permaneça em dada medida…

O CARNAVAL

  O Carnaval  é uma festa de origem pagã. Pensa-se que terá tido a sua origem na Grécia em meados dos anos 600 a 520 a.C, através da qual os gregos realizavam seus cultos em agradecimento aos deuses. Entre os egípcios havia…

NO PRINCÍPIO A MÚSICA

      Na Pré-História, os sons e ritmos que cercavam um ambiente eram ainda mais vitais para a sobrevivência do homem. Como os diferentes barulhos emitidos pelos pássaros ou pelas ondas que se quebravam na praia,…

PAPAI NOEL CULT 2017

A já tradicional relação de sugestões musicais do site com dicas diferenciadas para todos os paladares           ANTONIO  CARLOS  TATAU  -  “A  Lida  dos  Anos” Aos 61 anos, o baiano de Juazeiro…

O AMBIENTE

  Era uma vez um sujeito que viveu amorosamente toda a sua vida. Quando morreu, todo o mundo lhe falou para ir ao Céu. Um homem tão bondoso quanto ele somente poderia ir para o Paraíso. Ir para o Céu não era assim tão importante…