O PARAÍSO SOCIALISTA

 

“O prédio incendiado de SP era a encarnação do socialismo. Paredes pichadas. Sujeira. Pobreza. Ratos. As 19h o prédio era trancado. Não havia liberdade. Todos tinham que pagar 400 reais em dia ou eram expulsos ou agredidos. Viviam na utopia do demônio. Viviam sob o jugo de gente que idolatra regimes ditatoriais, gente corrupta que vive do dinheiro dos pobres (impostos) pra vender o país a oligarcas como Odebrecht e Batistas.”

Tony Stark Patriota

@TonySarkMeta

 

Cartazes colados na entrada do prédio

 

O ocorrido no microcosmo do edifício Wilton Paes de Almeida, antigo prédio do INSS e da Polícia Federal, administrado pelo Movimento de Luta Social por Moradia (MLSM), que desabou em um incêndio na madrugada de terça-feira, 01/05/2018, no Largo do Paissandú, centro de São Paulo, é uma radiografia da realidade macro que alguns teimam em retratar como o “paraíso socialista”. Uma repetição dramática exata da tragédia que representa o predomínio da mentalidade esquerdista/socialista/comunista que domina o país.

O socialismo no poder foi responsável pela morte de dezenas de milhões. Isso é um fato histórico. Como também o é a constatação de que todas as tentativas de implantar o Socialismo, em qualquer parte do mundo – e olha que não foram poucas –  foi um absoluto fracasso e condenou à miséria e à desgraça todas as nações que tentaram colocar tais ideias em prática. Como também é um fato histórico que as principais matrizes de tais experiências sociais – a Rússia e a China – há muito deixaram de adotá-las e se ainda persistem em querer disseminar tais conceitos perversos, ou em apoiar regimes que empunham tal bandeira para viabilizar seus projetos pessoais de Poder, isso obedece exclusivamente a estratégias de confrontação geopolítica.

No entanto, o veneno comunista/socialista (e, não se iluda: não existem diferenças substanciais entre um e o outro, pois qualquer projeto de implantação do Socialismo é meramente uma estratégia de prestidigitação para melhor iludir as massas que traz sempre embutida uma pretensão de conquista de poder; como disse enfaticamente Lênin, um de seus idealizadores e principais mentores, “O objetivo do Socialismo é o Comunismo”) foi tão profunda e metodicamente disseminado neste país que somos obrigados a ler o discurso de pessoas, até com bom nível de reflexão fazendo um manifesto público de ódio ao capitalismo.

Mal sabem elas em seus devaneios ingênuos, movidos a ilusões utópicas provavelmente até bem intencionadas – mas aqui não é demais acrescentar o conhecido ditado popular: infelizmente, de boas intenções está cheio o Inferno – que estão fazendo exatamente o discurso que condena qualquer chance de acesso à Prosperidade das Nações e nos coloca eternamente à mercê da miséria, do atraso e da ambição “esperta” dos lobos predadores e da sanha insaciável e corruptora da máquina estatal inepta e voraz.

E que a Demagogia fique bem distante de nossos discursos. Somos espíritos vivendo uma realidade material sim, mas a frase já abarca tudo. Na Dualidade do Plano Material em que vivemos, não é realista, nem mesmo minimamente sadio imaginarmos que lograremos ser felizes unicamente pelo Espírito. Não há como atingir uma condição mínima de Felicidade sabendo que nós e nossos irmãos – até mesmo aqueles trilhando o caminho da evolução espiritual – lograremos de fato ser felizes caso tenhamos sido condenados à miséria e à degradação material, provavelmente até com a colaboração de nossas escolhas. Ou pelas escolhas errôneas de outros, o que, no frigir dos ovos, pode significar exatamente a mesma coisa, numa visão mais abrangente e cósmica. Mas serve apenas como parco consolo.

Pelo temor que têm à ambição e ignorando que essa deve ser diferenciada da ganância, sua cria corrompida e mal urdida, mas que necessita ser controlada através de eficazes mecanismos restritivos, eles invalidam justamente o colaborador mais sadio e positivo do qual se vale o capitalismo, a AMBIÇÃO, e com isso abominam e rejeitam o sistema capitalista, que, com todos os seus inegáveis defeitos e imperfeições, ainda é a ÚNICA forma de conduzir nações à riqueza, ao bem estar e à evolução material. E sabemos que assim será por muitos séculos, pois a Trilha Evolutiva da Humanidade é inexoravelmente lentíssima, ainda mais tendo o conhecimento de que as dificuldades a esse avanço – como é o caso de todos aqueles que, mesmo inadvertidamente se colocam como obstáculo a tal caminhar ao apelar para esses conceitos fracassados – têm a colaboração prestimosa e perversa das forças obscurantistas.

Resultado de imagem para O prédio incendiado de SP era a encarnação do socialismo. Paredes pichadas. Sujeira.Essas pessoas – mais até do que os canalhas que se valem deliberadamente de tais conceitos apenas para atingir seus objetivos egoísticos de poder e enriquecimento, e desses não rezará o Livro de Luzes da História da Humanidade, pois os malvados, os canalhas, os egoístas, esses serão fatalmente desmascarados pelo Tempo, esse Senhor incontestável de toda a Verdade, e apenas terão como registro nesse Livro suas perversidades e mal feitos e a paga de seus atos – são as principais responsáveis pelo atraso no reconduzir dos demais irmãos e companheiros de jornada aos trilhos do Bem Estar e da Prosperidade. Trilhos que eles possivelmente almejam e alguns deles pensam até estar ajudando, mas que por desinformação e com elevadas doses de egocentrismo eles apenas se colocam como sérios obstáculos. Um obstáculo muito mais sério e certamente mais letal do que aquele que é imposto pela obviedade canalha de corruptos, ambiciosos, fanatizados e outros que tais.

Essas pessoas, na sua maioria, jamais saíram da estreiteza geográfica de seus horizontes para tentar comprovar com algum resquício de solidez a racionalidade de seus argumentos ou a razão de seus temores e preconceitos. Jamais foram a qualquer um dos países que em seus raciocínios inócuos elas querem condenar. Quando muito, algumas se limitaram a visitar o alvo mais óbvio de seus ataques, os Estados Unidos, e aí preponderou o arraigado e sempre parcial antiamericanismo existente nesta esquina do mundo chamada Brasil e a confusão existente entre o que seja imperialismo e o que seja capitalismo ajudaram a consolidar a rejeição infundada ao sistema capitalista, que, obviamente, nada tem a ver com tal discussão, neste caso.

Essas pessoas provavelmente jamais se dispuseram a visitar o Canadá. Muito menos a distante Austrália, ou a quase inacessível Nova Zelândia, esses rincões onde o capitalismo funciona e as Leis do Livre Mercado estão em pleno funcionamento e com sucesso, sim, e aonde seria difícil misturar qualquer rótulo de imperialismo ou outros argumentos que as “esquerdas” tanto gostam de usar para jogar areia no ventilador. Essas pessoas sequer se dispuseram a visitar a Venezuela, ou Cuba, ou a Coreia do Norte, ou a Nicarágua, ou qualquer um dos paraísos socialistas que eles com tanta benevolência social, com tanto altruísmo se predispõem a defender, para ver na prática aquilo que defendem e o que querem impor aos demais. Não, essas pessoas se acham no direito de usar o Livre Arbítrio, um dom inquestionável que é a todos concedido, mas que a todos traz as devidas conseqüências, para sem qualquer aprofundamento teórico ou prático, disseminarem opiniões nocivas e prejudiciais. Ignoram levianamente o peso e a responsabilidade das afirmações pouco abalizadas que disseminam e o mal que carregam, pois, como afirma Simone Weill, se julgam detentoras do Bem e do Correto. Julgam estar no paraíso, quando estão de fato no próprio inferno, arrastando outras para o jugo de seu Hades socialista

Corredor de um dos andares da ocupaçãoEsses não-militantes ou simpatizantes, que optam por essa outra via, a que conduz à utopia socialista/marxista ou ao contentar-se com pouco proposto pela “lábia populista sedutora e nociva” do Sr. Mujica, por exemplo, não fazem distinção entre um discurso de auto-ajuda, que é pessoal, subjetivo e sedutor, mas que demanda milhares (veja bem, eu disse milhares, mas de fato podem ser milhões) de séculos para gerar frutos no coletivo e a realidade bem distinta que é a necessidade de conduzir Nações ao bem estar e à prosperidade, um caminho que requer ações práticas, objetivas e técnicas, quase científicas, aqui e agora, e que passa invariavelmente pela AMBIÇÃO – com a ajuda e o freio de medidas restritivas à ganância, com certeza – esse atributo essencial e inseparável do ser humano e que só alguém com muita ingenuidade ou um profundo desconhecimento de como funciona o ser humano teima em ignorar. Ou – pior do que isso – ousa querer reprimir. Uma luta inglória e insana, da qual sairemos todos como perdedores.

Como as “entranhas” trazidas à tona pelo desabamento do prédio Wilton Paes de Almeida trouxeram à tona, mais uma vez. Até quando? Pelos vistos, quantas forem necessárias, até que tais catástrofes agucem e sensibilizem de fato  a compreensão de pessoas com uma mínima e razoável capacidade de raciocínio, e isenção de julgamentos,  para que se aprofundem e procurem se inteirar com mais sensatez da responsabilidade que carregam como formadores de opinião e não disseminem conceitos nocivos aos demais menos favorecidos, intelectual e/ou educacionalmente. Por que é de fato o correto aprendizado e a experiência sábia e desprendida dessas pessoas quem construirá o país que todos almejamos, dos escombros dessas ruínas que hoje vemos desabando ante nossos olhares atônitos.

 

MTST , MST, MLSM, FLM são MILICIA

"Guilherme Boulos deveria falar sobre aluguel que é cobrado nas ocupações " MTST , MST, MLSM, FLM SÃO VERDADEIRAS MILICIAS.

Publicado por Pixuleco em Quarta-feira, 2 de maio de 2018

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *