O perdão na Psicanálise

 

 

“Em Psicanálise o perdão, o saber perdoar, ou melhor, perdoar não deve ser confundido com o perdão cristão.

O perdão não pode ser feito por um mandamento do Outro da religião. Não seria verdadeiro: o perdão não pode ser um preceito moral.

Resultado de imagem para o perdão em psicanáliseO verdadeiro perdão é, com efeito, incondicional: não se pode “perdoar” para se sentir bom e obter o prêmio do paraíso que promete a religião católica, não é tampouco, o perdão, algo que pode ser exibido publicamente para dar prova de grandeza de espírito. Trata-se, neste caso, de gestos simbólicos, provavelmente também úteis do ponto de vista social, mas que não dizem nada sobre o que pode ser a verdadeira posição subjetiva de quem perdoa a quem é perdoado.

O perdão de que se interessa a psicanálise é, pelo contrário, o perdão, como puro ato da subjetividade, um ato ético incondicional: uma escolha livre e unilateral, que não pressupõe qualquer prêmio ou reconhecimento que possa vir do “perdoado” ou de qualquer outra forma, se não por si mesmo.

 

 

Resultado de imagem para o perdão em psicanálise

 

Um ato que é basicamente um ato de separação do outro. Um ato de libertação. E, por isso, não é nada fácil

 

Resultado de imagem para o perdão em psicanáliseNão há nada que controlado e oprime a liberdade subjetiva mais do que a incapacidade para perdoar, pois coloca o sujeito na condição da reivindicação infinita, e, sobretudo, na posição de “efeito” irremediável do outro, como vemos freqüentemente nos nossos pacientes.

Não perdoar é, portanto, um sintoma, o sintoma da sujeição ao outro, e a incapacidade para remediar isso.

O perdão é o que, libertando, livra. ”

 

 

Foto do perfil de Egidio T. Errico, A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, close-upEgidio T. Errico (Psicanalista Freudiano e Lacaniano de Salerno, Itália)

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *