Um dos momentos mais triste da nossa vida é quando a porta da casa dos avós se fecha para sempre.

“Another old story”  –  Okkyung Lee

 

Uma vez fechada aquela porta, não haverá mais tardes felizes com tios, primos, sobrinhos, pais, irmãos e irmās. Vocês ainda se lembram disso?

Não precisávamos de ir ao restaurante aos domingos. Íamos para casa dos avós. No Natal, toda a família junta. A mesa era muito longa e sempre farta, cabíamos lá todos, mesmo quando a fome e pobreza faziam parte da família.

Hoje a casa está fechada e só resta a poeira. Uma placa de venda.

Ninguém quer aquela casa. Ela é antiga. Tem que  ser remodelada. É muito caro…

Vocės sabem o que vale a casa dos avós? A casa dos avós não tem valor…

E assim passam os anos. Não há mais presentes para descartar. Fritos para comer..

Quando a casa dos avós se fecha, nós nos encontramos adultos sem perceber quando deixamos de ser crianças. Claro, para os avós, sempre seremos pequenos e indefesos. Sempre.

Os avós sempre tinham café pronto. Um pão fresco. O vinho. Os doces. Depois tudo acaba. Não há mais músicas. Não se faz mais massa caseira..

Vocês foram embora cedo demais…

Ficam a saudade e as boas lembranças.

Obrigado Avô e Avó por tudo quanto nos ensinaram e pelo bom exemplo.”

 

 

****  Texto Anônimo