O americano, Mark William Lanegan (1964 – 2022), uma das principais vozes do grunge, que ficou conhecido como líder da banda Screaming Trees e também cantou no Queens of the Stone Age, no Gutter Twins, em carreira solo e em vários outros projetos, morreu no final do mês passado, aos 57 anos na Irlanda.

“Pill Hill Serenade”  –  Mark Lanegan

 

NEWS: Mark Lanegan announces new album and tour, and ...

 

 

Dono de uma inconfundível voz de barítono grave e áspera e responsável por uma legião de ardorosos fãs em várias tribos da música “indie”, Mark Lanegan começou a carreira no Screaming Trees ainda em 1984. O hard rock com doses de psicodelia do grupo foi influente na formação da cena grunge. Mark seguiu por quase quarenta anos de carreira passando principalmente pelo rock alternativo, folk e blues.

Em 2010, falando sobre a diversidade de seus projetos musicais, Mark Lanegan  explicou: “São diferentes facetas do mesmo cara. O mundo não e branco e preto, não somos pessoas bidimensionais. O que é escuridão para uma pessoa pode ser luz para a outra. É só um outro lado meu”, explica..

Posteriormente, Lanegan também afirmou não celebrar muito a década das camisas de flanela (o “grunge” pelo qual ficou famoso, inicialmente). “As pessoas me perguntam sobre os anos 90 e às vezes eu não tenho muito o que falar. É que na verdade eu não me importo! (Risos)”.

Em 2003, ele formou a banda The Gutter Twins com o também ídolo, Gregg Dulli do The Afghan Whigs e entre 2004 e 2011 ele lançou 03 aclamados álbuns de duetos com a vocalista escocesa, Isobel Campbell do Belle and Sebastian e dois com Duke Garwood, além de 12 discos solo e contribuições nos discos de vários artistas famosos.

The Gutter Twins at The Bowery Ballroom in 2008. From left: Greg Dulli, Mark Lanegan.Em 2012, tive o imenso prazer de acompanhar uma apresentação solo de Mark Lanegan em São Paulo, no Cine Joia. Em uma fase em que passava pelo “grunge eletrônico” e pelo blues, ele fez um show vibrante, à altura de sua reputação.

Lanegan lutou contra o alcoolismo desde os 12 anos de idade e começou a usar heroína e outras drogas pesadas aos 18, tendo permanecido em “rehab” por vários e longos períodos, mas mantinha-se sóbrio e limpo há uma década até ao momento de seu desencarne.

Lanegan foi casado por duas vezes e deixou viúva a segunda delas, após sua morte por causa ainda não revelada.