“You’re breaking my heart  (Mattinata  di  Leoncavallo)”  –  Dean Martin

Por ser o Dia do Beijo, nada melhor para homenagear do que lembrar algumas das mais significativas homenagens a esse ato de ternura, respeito, saudação, ou paixão, em algumas das artes plásticas que o eternizaram:

 

 

 

 

Escultura:

 

Pode ser uma imagem de escultura

 

 

 

 

“O Beijo” é uma escultura em mármore do artista realista Auguste Rodin, que está atualmente no Museu Rodin (Musée Rodin), em Paris. Na obra do escultor francês, o artista inspirou-se nos delírios amorosos vividos com Camille Claudel, sua assistente. Como muitos dos mais conhecidos trabalhos de Rodin, incluindo “O Pensador”, o casal que se abraça retratado na escultura apareceu originalmente como parte de um grupo no trabalho de Rodin os “Os Portões do Inferno”, encomendado por um planeado museu de arte em Paris. O casal foi posteriormente removido e substituído por outro casal de namorados localizado na coluna direita dos “Portões”. – from Wikipédia

 

 

 

 

 

 

Pintura:

 

Pode ser arte de 1 pessoa

 

 

 

 

 

 

 

“O Beijo” (1907-1908), do pintor austríaco Gustav Klimt é a sua obra mais famosa, uma das mais reproduzidas no mundo, e traz diversas informações interessantes e curiosas.

A pintura é considerada antagônica; pois por um lado evoca a felicidade da união erótica, por outro, questiona a identidade das duas pessoas e dos dois sexos. Revelam também a influência que Sigmund Freud tem sobre as produções artísticas de Klimt, que refletem os anseios intelectuais, eróticos e simbólicos.”

 

 

 

 

 

 

Fotografia:

 

 

Pode ser uma imagem em preto e branco de 7 pessoas e pessoas em pé

 

 

 

 

 

 

 

 

Este é o caso do famoso beijo em plena Times Square, no dia do fim oficial da segunda guerra mundial, em 14 de agosto de 1945. A catarse pelo fim do conflito é perfeitamente significada pela foto, tirada pelo grande fotografo Alfred Eisenstaedt e batizada de V-J Day in Times Square. Os dois eram perfeitos desconhecidos.”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Postagem copiada e feita originalmente no Facebook por Vera Calheiros Craveiro Lopes