“Clearer”  –  Blueboy

 

 

Opiniones de sarah records

 

 

 

 

 

Para os órfãos da lendária Sarah Records, uma gravadora de Bristol (UK), de curta mas inesquecível memória que pontificou no mundo “indie” de 1987 a 1995 e que criou fama por ter a maioria de seus lançamentos em singles , está sendo lançada no mercado internacional uma coletânea com alguns dos grupos ainda em atuação que fizeram a fama da gravadora -não por acaso considerada a segunda mais destacada gravadora do mercado, segundo revistas especializadas como a NME (New Musical Express).

Estão lá, encabeçando a cuidadosa seleção feita pelos especialistas, Amelia Fletcher e Rob Pursey – também presentes musicalmente na seleção através da banda de ambos, a The Catenary Wires -, o Secret Shine, o The Orchids e o St. Cristopher (entre vários outros),  três das bandas que estiveram na linha de frente dos anos de glória da Sarah Records..

Mas, atenção: não se trata de um mero revival, mas sim de estilosa  homenagem  ao legado da gravadora feita por bandas da época e atuais, com um repertório moderno de shoegaze e música pop, feita por músicos cuja única direção a guia-los foi o desejo de fazer música da melhor qualidade..