“A Light for Attracting Attention”   –     The Smile

“Speech Bubbles”   –   The Smile

 

Já se tornou uma constante e é até redundante e previsível apostar que a nova empreitada da dupla líder genial do Radiohead, o vocalista Thom Yorke e o guitarrista, principal compositor e autor de várias trilhas sonoras (nas horas vagas), Jonny Greenwood, agora associados ao baterista vindo da banda de jazz/funk inglesa, Sons of Kemet (um dos coletivos de jazz mais importantes da cena inglesa) que atende pelo nome de Tom Skinner, seria mais um triunfo na carreira desses músicos ímpares da música pop/rock. Não tinha como errar. E, de fato, superou todas as expectativas lançando um trabalho que já pode ser considerado um marco na carreira desses músicos.

E olha que afirmar isso para quem lidera a banda Radiohead não é dizer pouco. Mais do que um projeto alternativo na trajetória do Radiohead, o novo disco dos caras é um clássico instantâneo e indubitavelmente o melhor trabalho já realizado pela dupla em atuação fora do grupo de origem, o Radiohead e uma viagem de rock cerebral com entonações jazzísticas, como não poderia deixar de ser.

Talvez por marcar o pioneirismo da colaboração entre Thom Yorke e Jonny Greenwood fora do Radiohead,  “A Light for Attracting Attention” soa muito como um projeto do próprio Radiohead, quase como se fosse a continuação do trabalho de 2016 do grupo, o maravilhoso  “A Moon Shaped Pool” .

The Smile enfatiza e corrobora a criativa parceria existente entre o vocalista e o guitarrista, como em nenhum outro trabalho do Radiohead.

Com produção assinada pelo experiente Nigel Godrich (Paul McCartney, Arcade Fire), “sexto membro” do Radiohead, A Light for Attracting Attention  começa com The Same, um dueto entre Yorke e Greenwood que não apresenta nenhum outro músico, nem instrumento adicional; nem bateria, nem cordas com a letra conclamando à conexão entre os homens,  e nos faz lembrar a sensacional “Everything in its right place” abertura do clássico “Kid A” do citado Radiohead.

E os petardos sonoros se sucedem ininterruptamente, com “You will never work in television again”, “The Smoke”, “Speech Bubbles”, a belíssima “Open the Floodgates”, “Free in the knoledge” , “A Hairdryer”, “Waving a White flag”, “We don’t know what tomorrow brings” e o final com “Skrting on the surface”.

Biscoito finíssimo! Um triunfo absoluto!

 

 

Escute     AQUI         “A Light for Attracting Attention”       com     The Smile