O comunismo não é amor. É o martelo com que esmagamos nossos inimigos”

(Mao – Tsé-Tung)

 

Os cubanos tomam as decisões dentro da Direção Geral da Contrainteligência Militar da Venezuela 

 

A Venezuela definha sob o aparato repressivo de Havana e de mais de 60.000 soldados cubanos que estão no país do petróleo, constituindo uma repressora força de ocupação distribuída pelos principais destinos do país de acordo com os interesses dos irmãos Castro, disse o ex-presidente do Conselho de Segurança da ONU, Diego Arria.

A Venezuela é um país ocupado”. O regime venezuelano é um fantoche controlado pelos cubanos. Já não se trata de tutelagem cubana, se trata de controle”, disse Arria em entrevista ao El Nuevo Herald. Qualquer esforço para recuperar a democracia venezuelana começa por restaurar a soberania do país, enfatizou o diplomata.

Difícil  saber se devemos rir ou chorar  da   hipocrisia e   do  silêncio   das  “esquerdas”  radicais e  dos  governos coniventes quando  deveriam    indignar-se   com  o  sofrimento   de  milhões  de   irmãos  venezuelanos, obrigados  a “engolir”  seu  país  sendo humilhado, arruinado  e  ocupado  por  forças  ditadoriais  estrangeiras e  sob  o comando  pernicioso  de  uma  das mentes  mais  perversas  dos  nossos   tempos, Fidel Castro  (com a  conivência oportunista  de  seus  asseclas  de  ocasião, Chavez/Maduro, etc…)  e  que  no  entanto  são  os primeiros  a  apontar o  dedo  acusador  pra  cima dos  Estados  Unidos, sempre  que  a  grande  nação  americana  se  defende  (muitas  vezes  da  forma  que  é  possível  se  defender…..)  do  ataque  e  do avanço  de  seus inimigos….

Hipocrisia  pura!!!!  Ou, em alguns casos,  má fé mesmo!

Em  Geopolítica, o   Mundo  na  verdade  só  tem 02  blocos:  ou  você  é  a  favor  ou  contra  a  Liberdade e a Democracia! Todo o resto, inclusive as eventuais divergências ideológicas (que existem apenas nos países democráticos e livres)  é mera “perfumaria” perante essa verdade essencial!

O bloco da Liberdade, doa a quem doer, é encabeçado pelos Estados Unidos e pelo mundo ocidental, seu aliado; já o outro bloco tem várias faces e lideranças oportunistas, de acordo com a posição geográfica que ocupa no globo terrestre, mas TODAS têm algo em comum: são contra a Liberdade e a Democracia.

São as opções que existem: não cabem meios termos. Viaje, ou, se não puder, informe-se e pese todos os resultados econômicos e sociais e as condições de vida em cada um desses blocos – defeitos existem, se os quiser procurar,  até mesmo no país mais evoluído do Mundo, pois tais limitações fazem parte de nossa condição terrestre, mas é possível sim estabelecer profundas diferenças qualitativas no resultado final – e faça a sua escolha de cara aberta, enquanto ainda lhe for possível. Você tem direito a tal escolha, mas assuma-a e às suas consequências.

Outra forma covarde e desfocada de argumentação neste momento crítico que atravessamos é a que “ressuscita”  a  ditadura militar de direita pela qual já passamos para justificar o retorno a uma ditadura mil vezes pior e mais nociva que nos ronda, e cujas bases de sustentação já estão solidamente infiltradas em nosso país, como se estivéssemos eternamente condenados pelo histórico do passado, a um futuro ditadorial; como se a lama da corrupção e da incompetência que sempre se fez presente ao longo de nossa história política, em todas as suas variadas matizes, nos condenasse a uma herança maldita sem Liberdade e sem Democracia!

Por que, na real mesmo, o Brasil que tradicionalmente sempre se alinhou pelo bloco da Liberdade e Democracia, vem sendo gradualmente e maliciosamente levado a alinhar-se com o outro bloco, com a  sua  omissão, ou até mesmo com a sua conivência; acorde, sobretudo você que é de esquerda, pois sob o disfarce de eventuais divergências ideológicas o que de fato está em jogo é isso aí: não tente mais tapar o sol com a peneira! Ninguém lhe está pedindo para abrir mão de seus ideais esquerdistas ou socializantes, apenas que seja consciente dos rumos a que suas convicções políticas neste momento estão conduzindo a Nação brasileira….

Você concorda com esses rumos? Você concorda com tal escolha? Cuidado, pode ser irreversível!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *