Kitchen Sink“Kitchen Sink” – Nadine Shah

 

A inglesa Nadine Shah, de ascendência norueguesa e pai paquistanês sempre usou sua voz poderosa e sua condição como descendente de muçulmanos para falar sobre temas sociais e raciais, inclusive os que cercam os descendentes de muçulmanos na Grã Bretanha.

Shah é também uma oradora entusiasmada sobre o tema de estigmas sociais em relação àqueles que sofrem de doenças de saúde mental

Seu primeiro trabalho, Love Your Dum And Mad, de 2013, foi amplamente inspirado pelas trágicas mortes de dois jovens e ganhou de imediato o aplauso da crítica, assim como Fast Food de 2015; seu álbum Holiday Destination foi lançado em agosto de 2017 e foi indicado ao Mercury Prize em 2018.

O quarto álbum de estúdio Kitchen Sink, que se debruça sobre o que significa ser uma mulher de trinta e poucos anos hoje foi lançado agora em 2020  e recebeu muitos elogios dos críticos. Super vale a pena conferir o trabalho dessa inglesinha.

 

 

 

Quarantine at El Ganzo“Quarantine at El Ganzo”  –  Sebastian Maschat & Erlend Oye

 

 

A ideia inicial desse projeto era gravar mais um trabalho do Whitest Boy Alive em S. José del Cabo, no México, mas a crise causada pelo Covid-19 impediu que alguns dos integrantes do grupo chegasse ao destino. Os remanescentes, o líder Erlend Oye e o baterista Sebastian Maschat, confinados compulsoriamente no Hotel El Ganzo, decidiram gravar algumas composições próprias para preencher o muito tempo que lhes sobrava. Embora tenha sido levado de uma forma aparentemente despretensiosa e tenha sido gravado em tempo recorde, o disco nada tem de negligente. Muito pelo contrário. São canções com arranjos relativamente simples, mas delicados e consistentes. Um trabalho que em nada desmerece a discografia do Kings of Convenience – outro grupo de Oye – e do Whitest Boy Alive.

 

 

 

Made of Rain“Made of Rain” —  The Psychedelic Furs

 

 

Um dos grupos mais famosos do pós-punk dos anos 80, os ingleses do Psychedelic Furs, dos irmãos Butler, retornam agora, após um hiato de 29 anos, com este “Made of Rain”. Evitando cair na redundância da nostalgia, eles oferecem um trabalho muito agradável e delicioso de ser escutado, com algumas das músicas mais acessíveis já gravadas pela banda. Confira!

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *