Frédéric François Chopin, também chamado Fryderyk Franciszek Chopin (1810 — 1849), foi um pianista polonês radicado na França e compositor para piano da era romântica.

 

 

 

É amplamente conhecido como um dos maiores compositores para piano e um dos pianistas mais importantes da história.Sua técnica refinada e sua elaboração harmônica vêm sendo comparadas historicamente com as de outros grandes compositores, como Mozart e Beethoven, assim como sua duradoura influência na música até os dias de hoje.

Aclamado em sua terra natal como uma criança prodígio, aos vinte anos Chopin deixou a Polônia para sempre. Ao longo de sua vida, A Polônia nunca existiu: foi tragada e anexada pela Rússia, pela Prússia e pelo Império Austro-Húngaro em 1795 e somente se materializou novamente como país independente 123 anos mais tarde.

Contudo, o patriotismo de Chopin encontrou sua expressão na sua música, e para os polacos chegou a representar o nacionalismo polaco.

Em Paris, fez carreira como intérprete, professor e compositor. Toda a obra existente de Chopin inclui o piano assumindo algum papel (predominantemente como um instrumento solo), e suas composições são amplamente consideradas como repertório essencial para este instrumento. Na maioria das vezes sua música é tecnicamente exigente, mas seu estilo, no geral, enfatiza mais a dança e a profundidade expressiva do que o virtuosismo técnico.

A música de Chopin para o piano combinava um senso rítmico único (particularmente o seu uso do rubato), e o uso frequente do cromatismo e do contraponto a partir do qual associava à beleza melódica uma não menos bela e vigorosa linha do baixo. Essa mistura produz uma sonoridade particularmente delicada na melodia e na harmonia, que são, todavia, sustentadas por sólidas e interessantes técnicas harmônicas. Ele levou o novo gênero de salão do noturno, inventado pelo compositor irlandês John Field, a um nível mais aprofundado de sofisticação. Três de seus vinte e um noturnos foram publicados apenas após sua morte, em 1849, contrariando seus desejos. Ele também manteve formas de dança popular, como a mazurca polonesa e a valsa, a valsa vienense, com uma maior variedade de melodia e de expressão. Chopin foi o primeiro a escrever baladasscherzi como peças individuais. Chopin também tomou o exemplo dos prelúdios e fugas de Bach, transformando o gênero em seus próprios prelúdios.

Chopin era muito conhecido por sempre improvisar, ou seja, suas músicas não possuíam versão definitiva, pois ele sempre tocava suas obrar de formas diferentes, o que gera um árduo trabalho para os estudiosos de suas obras.

Ele inovou com novas formas musicais, como a balada, e introduziu significantes inovações nas formas existentes, como a piano sonata, a valsa, o noturno, o estudo, o improviso e o prelúdio. Alguns citam suas obras como “os principais pilares” do romantismo na música erudita do século XIX. Além disso, Chopin mostrou-se nacionalista mesclando sua música com elementos eslavos; hoje suas mazurcas e polonesas são fundamentais para a música clássica nacional polonesa.

Imagine um homem de grandíssimo refinamento no modo de ser e de se portar, sentado ao piano e tocando sem qualquer movimento do corpo e raramente algum movimento dos braços, dependendo inteiramente de suas cuidadosas mãos femininas e seus dedos finos. Os amplos arpejos de sua mão esquerda, mantidos em um fluxo contínuo de tom por um legato preciso e fino e o constante uso do pedal de sustentação, formavam uma subestrutura harmoniosa, de uma maravilhosa cantabile poética. Sua delicada dinâmica musical, as modificações constantes na troca de tom e tempo (tempo rubato) são de efeito indescritível. Mesmo nas passagens mais enérgicas ele praticamente nunca ultrapassou um mero mezzo-forte.

 

 

Até 2008 acreditou-se que Chopin tenha morrido  de tuberculose, a clássica morte romântica; contudo, estudos de Wojciech Cichy, da Faculdade de Medicina da Universidade de Poznan atribuíram a sua morte a uma fibrose cística ou a pericardite.

Em 2017 um grupo de cientistas também concluiu que Chopin sofreu de uma pericardite, uma inflamação da membrana que reveste o coração, muito provavelmente provocada por tuberculose.

Chopin morreu rodeado de amigos e como gostava muito de flores, logo depois da morte recebeu tal quantidade que parecia repousar num jardim.

 

Ele foi enterrado, de acordo com seu desejo, no Cemitério Père Lachaise.

 

Chopin foi um personagem profundamente romântico. A comovedora paixão e a emoção de sua música levaram seu contemporâneo alemão, Robert Schumann a descrever sua música como sendo “canhões ocultos embaixo de flores”

 

Arthur Rubinstein disse o seguinte sobre a música de Chopin e sua universalidade:

Chopin fez uma revolução na música tradicional para piano e criou uma nova arte do teclado. Era um gênio de enlevo universal. Sua música conquista as mais distintas audiências. Quando as primeiras notas de Chopin soam por entre o salão de concerto, há um feliz suspiro de reconhecimento. Todos os homens e mulheres do mundo conhecem sua música. Eles amam isso. Eles são movidos por isso. No entanto, não é uma “música romântica”, no sentido byroniano. Não conta histórias ou quadros pintados. É expressiva e pessoal, mas ainda assim uma arte pura. Mesmo nesta era atômica abstrata, onde a emoção não está na moda, Chopin perdura. Sua música é a linguagem universal da comunicação humana. Quando eu toco Chopin eu sei que falo diretamente para os corações das pessoas!

 

 

 

 

Fonte : Wikipedia Chopin 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *