“As Days Get Dark”  –  Arab Strap

 

 

 

Arab Strap é uma banda de indie rock escocesa, formada pelo vocalista e performático compositor, Aidan Moffat e pelo multi-instrumentalista Malcom Middleton, considerada uma das grandes bandas símbolo dos anos 90.

Eles iniciaram as atividades em 1995, lançando o álbum “The Week Never Starts Round Here” já no ano seguinte e foram imediatamente secundados por mais dois integrantes na seção rítmica. Seu álbum seguinte, “Philophobia” de 1998 consolidou a fama da banda no circuito alternativo. Os primeiros trabalhos vieram com uma levada eletro-acústica, mas os mais recentes abriram-se para uma linha mais pop e até dance com uma veia dark, embora mantendo as letras sórdidas e honestas, focadas em álcool, drogas e as diferentes formas de sexualidade.

Em 2008 eles anunciaram o fim da banda, após o lançamento do álbum “The Last Romance”, mas, em 2019 eles anunciaram que estavam trabalhando em novo álbum, que foi precedido pelo single “The Turning of Our Bones” que foi seguido por este recém-lançado, “As days get Dark”, o sétimo álbum de estúdio deles que surge após um hiato de 16 (dezesseis) anos.

Valeu a espera, pois eles retornam com o melhor trabalho deles, um álbum “dark” mas pulsante com letras recheadas de um humor seco e cortante.

Além da citada “The Turning of Our Bones”, o disco tem como destaques a pulsante e marcante “Here Comes Comus!”, o eletro-folk de “Bluebird” , a confessional “Another Clockwork Day” e músicas que podem ser consideradas das mais acessíveis já feitas pelo duo, como “Kebabylon”, “Compersion, pt. 1”  e “Tears on Tour” que levaram Moffat a classificar o disco jocosamente como “Disco Spiderland”. Gracejos e ironias à parte, este é o disco certo para mais pessoas conhecerem esta banda sensacional que mostra o que de mais instigante e criativo a cena alternativa pode oferecer.

 

.