Numa terra em guerra, havia um rei que causava espanto.

 

 

Cada vez que fazia prisioneiros, não os matava: levava-os a uma sala, onde havia um grupo de arqueiros em cada canta e uma imensa porta de ferro em outro.

Nessa porta, estavam gravadas figuras de caveiras cobertas de sangue.

Nessa sala, ele os fazia ficar em círculo, e então dizia:

  • “Vocês podem escolher tentar fugir, mas correr o risco de morrer flechados por meus arqueiros, virar escravos do meu reino pela vida toda ou passar por aquela posta e lá serem trancados”.

Todos os que por ali passavam escolhiam ou a fuga – e eram sempre mortos pelos arqueiros – ou a escravidão.

Ao término da guerra, um soldado que por muito tempo servia o rei disse-lhe:

  • “Senhor, posso lhe fazer uma pergunta?”
  • ” Diga soldado” – respondeu o rei.
  • ” O que havia por trás da assustadora porta?”
  • “Vá até lá e veja você mesmo” – disse o rei

O soldado então a abriu vagarosamente e percebeu que, à medida que se abria, raios de sol iam entrando e clareando o ambiente. Totalmente aberta, viu que a porta levava a um caminho rumo à liberdade.

O soldado admirado olhou seu rei, que lhe disse:

  • “Eu dava a eles escolhas, mas preferiam morrer ou serem escravos a arriscar-se a abrir esta porta”

 

vida, escolhas, caminhos, portas

 

 

(Autoria Desconhecida)