DISCO DO MÊS DE AGOSTO 2019

“Oscillation”  –  Oh Hiroshima

 

 

Não é tão comum colocar um trabalho de “post-rock”, aquele subgênero do indie caracterizado por longos instrumentais, quase sempre viajantes, no topo dos melhores álbuns do mês. Mas, é exatamente o que acontece com este terceiro trabalho do power  trio sueco, Oh Hiroshima, formado em 2007.

Ousando transpor as rígidas fronteiras entre o “post-rock”, o “shoegaze¨ e até o “heavy metal” num território como a Escandinávia, famosa justamente por ser o local onde existem mais bandas de “heavy metal”, “per capita”, do que em qualquer outro local do planeta, eles retornam com esse “Oscillation” depois de um período de quatro anos de duro trabalho.

E esse burilamento pouco usual na abordagem de múltiplos gêneros transparece desde a faixa de abertura, “Neu” , realmente “oscilando entre o heavy e o post-rock e pontilhado por várias faixas vocais – algo um tanto incomum no “post-rock” –  e torna-se patente nas guitarras viajantes de  “A Handful of Dust”, o single de trabalho e, provavelmente, uma das faixas mais espetaculares deste 2019, na introspectiva  e dramática – uma forte característica do grupo –  “Moderate Spectre”, na instrumental “Darkroom Aesthetic” e na cinematográfica “In Solar”, que incorpora alguns instrumentos de corda para infringir definitivamente todos os códigos musicais impostos por cada um dos muitos gêneros e rock.

Um disco acessível a várias tribos, que poderá iniciar muitos ouvintes renitentes no universo do “post-rock”.

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

-
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *