Esse grupo francês da região de Avignon, que hoje pode ser mais corretamente rotulado como ligado à vertente de shoegaze, começou a carreira em 2000, como banda de “black metal”! Formado basicamente pela carismática figura de Neige (Stéphane Paut), vocalista, guitarrista, pianista e baixista, aqui secundado por um baterista e eventuais colaboradores, esse terceiro trabalho do grupo, sugestivamente chamado de “Les voyages de l’âme”, consolida a opção prioritária de Neige pelo shoegaze, embora não abandone totalmente os elementos do “post rock”, como na instrumental “Beings of light” e, sobretudo, algumas características do “black metal”, presentes nos vocais guturais típicos do gênero, em alguns trechos, o que levou alguns críticos musicais a referirem-se a esse gênero como “blackgaze”; nada que possa assustar mesmo os ouvidos menos afeitos ao som do assim chamado metal, pois mesmo nos momentos mais pesados, o “bliss” sempre melodioso das guitarras faz um suave contraponto que transforma o disco realmente numa emocionante viagem da alma; destaque absoluto para a belíssima faixa título e para as épicas “Nous sommes l`éméraude” e “Faiseurs de mondes” . Ouça sem absolutamente nenhuma contra-indicação

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *