“Your Hero is not Dead”   –   Westerman

 

 

Para tempos sombrios como os que vivemos, nada como um trabalho leve, solar e na melhor veia Pop, como esse álbum de estreia do londrino Will Westerman, com certeza um dos lançamentos mais significativos e bem estruturados do ano, que sucede ao lançamento de dois EP’s.

“Your hero is not dead”, embora leve na forma, é consistente e aprofundado no conteúdo, pois as letras todas são uma exploração pessoal da psique do ser e sua falibilidade, colocando interrogações sobre o presente que vivemos e lembrando-nos que apesar do caos que reina é necessário sempre ter resiliência.

Como na belíssima “Blue Comanche”, um libelo musical com preocupações ambientais e “Waiting on Design” com toques percussivos numa batida leve e reflexões abstratas e o single de combate do disco, “Think i’ll stay” que questiona o sentido da existência. Já a multifacetada “The Line” tem uma pegada que lembra os trabalhos de Thomas Dolby, enquanto as batidas eletrônicas de “One World” não fariam feio num disco do New Order, embora tenha o toque característico de Westerman.

A quase instrumental e curtíssima, “Float Over”, leva o ouvinte a uma ambiência que remete a Nick Drake e antecede a faixa título que encerra o disco em grande estilo.

Um trabalho musicalmente muito rico que parece nos propor que alguns julgamentos do passado não são eternos e que o que hoje nós acreditamos é tão permanente quanto os nossos pensamentos permitem que sejam.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *