Sobre a Intervenção Militar

General diz que os militares estão dispostos a dar a vida para salvar o Brasil da dominação comunista

Leia a reportagem completa clicando no link acima

Resultado de imagem para exército brasileiroEspero honestamente que os militares tenham um plano de intervenção inteligente, cirúrgico e eficaz quando isso for necessário, pois estamos chegando a um ponto em que não vejo de fato muita alternativa. O SISTEMA podre e corrupto que nos governava (o mecanismo se preferirem) não vai se permitir ser destruído e eles estão fortalecidos e apoiados por forças poderosas e coniventes com tal estado de coisas, que beneficia uns poucos às custas da desgraça das massas (NÓS).

Não duvidem.

A grande questão é que eles, os militares sabem perfeitamente o quanto as massas (NÓS) podem ser ingratas e depois eles figurarem novamente como sendo os golpistas e os vilões da história. Ninguém merece! E eles sabem perfeitamente que os trevosos irão explorar isso e irão plantar novamente as mentiras e calúnias de sempre.

 

“Nossos detratores, os vencidos de então, que anistiamos na esperança de paz e de concórdia nacionais, incansáveis, obliterados e empedernidos que são, e outros que não viveram aqueles tempos sombrios mas procedem como o papagaio de casa de tolerância do interior, rotulam-no de “golpe militar” que implantou a “ditadura” no Brasil. Este meio século para eles significa “anos de chumbo” ou “anos de escuridão”

(General de Exército Pedro Luís de Araújo Braga – Presidente do Conselho Deliberativo do Clube Militar)

E QUEM IRÁ ERGUER A VOZ PARA FALAR A VERDADE?

QUEM IRÁ DAR A CARA PRA BATER E SUSTENTAR A VERDADE?

Quem, se as massas (NÓS) costumam optar por ficar na omissão, na covardia e na zona de conforto? Como acreditar que haverá reconhecimento e gratidão, se as massas (NÓS) só se manifestam quando a pimenta chega aos nossos olhos e a lama bate nas bundas de cada um de nós?

Quem irá erguer a voz para apoiá-los com firmeza nas ações que FATALMENTE terão que ser tomadas contra os trevosos? Quem irá abdicar de suas opiniões próprias e sempre divergentes para SEGUIR OS LÍDERES nas medidas firmes que fatalmente precisarão ser tomadas, caso haja intervenção?

Assim é muito fácil pedir ajuda e gritar por socorro. Sem ter responsabilidade nem obrigações com nada. Quero ver ter a dignidade de sustentar o nosso pedido de ajuda. Por que, vamos ser honestos: após 64, não existiu tal dignidade e gratidão neste país para com o nosso exército. Dignidade nunca foi pra muitos!

Posso falar de cadeira, pois cheguei aqui no início da década de 70, já no meio desse processo e sempre me surpreendeu a narrativa de MUITOS “isentões” que acharam mais cômodo se calar ou comprar a versão que os trevosos plantaram livremente, sendo eu sabedor já na época de que houve a intervenção por que o povo assim pediu. Exatamente como agora e premidos que estávamos, naquela época, pelas mesmas forças trevosas – que, aliás, hoje são muito piores e infinitamente mais fortalecidas.

Era mais fácil e além do mais dava “status” posar de bonzinho e antenado quando é céu de brigadeiro. Tinha muito mais “glamour”. Quem não quer tirar uma de salvador da pátria sabichão e poderoso em cima dos “milicos reaças”, depois que eles estancarem o perigo? Opaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa. Otários são os outros. Pois é!

SELVA!

 

Resultado de imagem para exército brasileiro

0 respostas

Deixe uma resposta

-
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *