Piotr Ilitch Tchaikovsky (1840-1893) foi um compositor russo do período romântico, cujas obras estão entre as mais populares do repertório clássico.

 

Tchaikovsky nasceu em Votkinsk, na Rússia, no dia 7 de maio de 1840. Filho de Ilia Petrovitch, engenheiro, cuja família havia ocupado cargos no exército e na administração russa, e de Alexandra Andreievna d’Assier, de origem francesa.

“O Lago dos Cisnes”, seu primeiro balé, estreou no Teatro Bolshoi em Moscou.

Deixou obras que primam pela riqueza melódica e pela orquestração. É o mestre dos compositores para o balé clássico. “A Bela Adormecida”, o “Quebra Nozes” e a “Quarta Sinfonia” são algumas de suas composições.

Com cinco anos Tchaikovsky já dedilhava o piano e aos sete já compunha. Em 1850, a família vai morar em São Petersburgo onde o jovem se encanta com o teatro e os concertos.

Nesse mesmo ano, ingressa no curso de Direito onde os alunos eram submetidos a severo regime de quartel. Em 1854, perde sua mãe, contaminada pela cólera, e entrou em profunda depressão.

Tchaikovsky sonhava em ser compositor. Compunha peças curtas com a mesma espontaneidade com que tocava piano. Entrava em contato com as escolas musicais de Berlim e Viena.

Embora musicalmente precoce, Tchaikovski foi educado para uma carreira na administração pública. Em sua juventude eram escassas as oportunidades para uma carreira musical na Rússia, e não existia educação pública na área. Quando surgiu uma oportunidade para esse tipo de formação, ele ingressou no nascente Conservatório de São Petersburgo, no qual se graduou em 1865. O treinamento que ele recebeu nessa instituição, orientado para o estilo musical do Ocidente, destacou-o dos compositores do movimento nacionalista da época, cujos principais representantes eram os compositores do Grupo dos Cinco. O treinamento de Tchaikovski levou-o a reconciliar o que aprendera com as tradições musicais nativas de seu país, às quais ele havia sido exposto desde a infância. Dessa reconciliação, ele forjou um estilo musical pessoal, mas inconfundivelmente russo, uma tarefa particularmente desafiadora pois os princípios que governavam a melodia, a harmonia e outros fundamentos da música tradicional russa diferiam grandemente daqueles que governavam a música da Europa Ocidental, aparentemente negando o possível uso da música russa em composições ocidentais em larga escala ou a formação de um estilo híbrido. Além disso, a cultura russa exibia uma personalidade dividida, com seus elementos nativos e importados distanciando-se cada vez mais desde a época de Pedro I, e isso resultara em incertezas, dentre a intelligentsia russa, a respeito da identidade nacional do país. Essa ambiguidade teve importantes reflexos na carreira de Tchaikovski, e levou a uma série de conflitos pessoais que prejudicaram a sua autoconfiança.

Morando na casa de Nicholas Rubinstein, o fundador do conservatório, Tchaikovsky via suas composições serem incluídas nos concertos da Sociedade Musical Russa.

Primeiro compositor russo a conquistar fama internacional, sua carreira foi impulsionada por sua participação como regente convidado em outros países da Europa e nos Estados Unidos. Como reconhecimento, em 1884 foi homenageado pelo imperador Alexandre III e recebeu uma pensão vitalícia.

Apesar de seus muitos sucessos musicais, a vida de Tchaikovski foi pontuada por crises pessoais e depressão. Fatores que contribuíram para isso incluem a sua separação precoce de sua mãe, seguida da morte prematura desta; a morte de seu amigo e colega Nikolai Rubinstein; seu desastroso casamento; e o colapso do único relacionamento duradouro de sua vida adulta, que foi sua associação de treze anos com a sua patrona, a rica viúva Nadejda von Mekk. Sua homossexualidade, que ele manteve em sigilo e temia causasse danos à reputação de seus amigos e família, tradicionalmente tem sido considerada um fator importante.

.

Em 1893, a Academia Musical de Paris lhe entrega o diploma de membro correspondente e a Universidade de Cambridge, o título de doutor Honoris-causa. Nesse mesmo ano, já dava mostras de extremo cansaço, e instalado na casa de campo em Klin, compõe sua última sinfonia, “Patética”.

Pouco depois, isola-se em seu quarto, ardendo de febre. O diagnóstico do médico foi cólera.

Piotr Ilich Tchaikovsky é amplamente considerado o compositor russo mais popular da história.

Piotr Ilich Tchaikovsky tornou-se ainda em vida o compositor russo mais celebrado e permanece, desde então, como um dos mais conhecidos e mais amados.

Durante toda sua vida, Tchaikovsky foi o único compositor profissional russo. Suas óperas sempre foram bem recebidas no Teatro Imperial. De fato, no final de sua vida, muitas de suas óperas foram encomendadas pelo Czar Alexandre III.

Como compositor, Tchaikovsky sempre procurou agradar o público pagante, de modo que seus trabalhos não ultrapassavam as convenções composicionais existentes.

Embora tradicionalmente a morte de Tchaikovski tenha sido atribuída ao cólera, por supostamente ter bebido água não fervida em um restaurante local, muitos escritores têm teorizado que seu óbito foi um suicídio. Contudo o assunto permanece particularmente controverso, e o estado do conhecimento a esse respeito foi resumido da seguinte forma: “A polêmica sobre a morte [de Tchaikovski] chegou a um impasse […] Boatos ligados aos famosos demoram a desaparecer […] problemas nas evidências oferecem pouca esperança de resolução satisfatória [dessa polêmica]: as circunstâncias do diagnóstico e a confusão testemunhada; a desconsideração dos efeitos a longo prazo do tabagismo e do álcool. Nós não sabemos como Tchaikovski morreu. Talvez nunca saibamos […]”.

Tchaikovski escreveu muitos trabalhos que se tornaram populares dentre o público de música clássica, incluindo a abertura-fantasia Romeu e Julieta, a Abertura 1812, seus três balés (O Quebra-NozesO Lago dos Cisnes e A Bela Adormecida) e a Marcha Eslava. Estes, juntamente com o seu Concerto para Piano e Orquestra n.º 1, o seu Concerto para Violino e Orquestra, as três últimas das suas seis sinfonias numeradas, e as suas óperas A Dama de Espadas e Ievgueni Oneguin, estão entre os seus trabalhos mais conhecidos. Quase tão populares são a Sinfonia Manfredo, o poema sinfônico Francesca da Rimini, o Capricho Italiano e a Serenata para Cordas.

 

Fonte:  Tchaikovsky

Fonte Complementar:  Wikipedia Tchaikovsky

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *