TRUQUES DE PRESTIDIGITAÇÃO

Lula não é de esquerda, é um conservador e grande conciliador’, diz jornalista autor de livro sobre ex-presidente

 

Assim como fizeram com o Nazismo no pós-segunda guerra mundial, aos poucos, vão tratando de jogar o desastre PT no colo da Direita. Em breve vão dizer que Lula era de Extrema-Direita. Patético, porém previsível.”

(Tropas de Olavo)

 

Resultado de imagem para TRUQUES DE PRESTIDIGITAÇÃO

 

Reproduzo este comentário acerca da matéria acima, depoimento que colhi de um anônimo na internet, apenas para desenhar de forma bem clara de que forma os esquerdistas sempre agem.

De fato, é até possível que de fato o ”4 dedos” nem seja na definição teórica do termo um marxista. Não duvido disso, até por que fica difícil imaginar que uma criatura dessas consiga sequer entender o que significa ser marxista.

Mas, vem cá, o que isso interessa e a quem? O que de fato importa é que o “4 dedos” usou e se aliou com essa ideologia nefasta e com as forças tenebrosas (visíveis e invisíveis) que a apoiam para tentar viabilizar seus planos perversos de Poder e Ganância. E, para tal, praticou todos os atos que hoje o país inteiro conhece sobejamente.

ISSO É UM FATO QUE NADA PODE APAGAR.

Podemos tentar deturpar, inverter, mascarar ou dar a versão que nos for conveniente a tal fato, numa tática que é exatamente a que os esquerdistas e a mídia por eles aliciada ou comprada costuma praticar. Algo que no vulgo se chama “jogar farofa no ventilador”, “tapar o sol com a peneira”, “complicar e confundir inteiramente o meio de campo”, “vender gato por lebre”, enfim… acho que todos nós, brasileiros, sabemos bem do que se trata. Afinal, vimos observando isso há tantos anos.

Tivemos tempo de sobra, portanto, para aprender tais truques de prestidigitação, num ritmo bem adequado aos trópicos mais quentes em que vivemos. Aplicados em conceitos plantados ou deturpados livre e exaustivamente pela hegemonia cultural esquerdista que reinou – e reina ainda – livre por longos anos no Brasil (onde conseguiu os resultados mais brilhantes e eficazes, graças à desinformação das massas e ao desinteresse e alienação das elites pensantes, neutras ou acomodadas) e no resto do mundo ocidental, com resultados variáveis. Conceitos que envolvem, entre muitos outros, 1) o afã patético de tentar dissociar desesperadamente o nazismo do marxismo, justo por saberem que ambos provém da mesma fonte maligna, tentando dessa maneira livrar a ideologia comunista da mesma pecha odiosa que já cerca com inteira justiça sua irmã gêmea 2) como o de satanizar exclusivamente americanos e judeus (ok, ninguém é santinho, mas cadê que satanizam russos e chineses, ou palestinos num exemplo mais atualizado? Qual a razão para isso e com que finalidade oculta, pois se analisarmos à luz da Verdade e da Justiça, com imparcialidade, certamente constataremos que as ações desses últimos poderão revelar-se muito mais “valorizadas e robustas” nesse mercado sombrio?) e 3) como o de deturpar e tentar manchar a ação do exército brasileiro, tentando denegrir e comprometer perante o juízo dos demais cidadãos aqueles que eles sabem ser o último bastião a opor-se a seus objetivos pérfidos?.

Contudo, façam o que fizerem, digam o que disserem, inventem o que inventarem: por mais hábeis que eles possam ser em seus truques circenses, não existe forma de apagar um fato

No entanto, respeitando o fato de que eles têm décadas de competência e prática em tal ofício, e, por isso, são muito mais eficazes do que nós e profissionais na tarefa de arrebanhar e fanatizar seguidores, é necessário que façamos a ilustração detalhada dos métodos por eles utilizados para que a parcela mais esclarecida da população possa difundir tais procedimentos levando aos demais essa informação que rotulo como sendo de verdadeira Saúde Pública:

Eu dou uma bofetada na minha mulher. Você pode afirmar que eu dei a bofetada por que ela mereceu, ou que foi uma bofetada por que ela me ofendeu, ou que nem foi bem uma bofetada, foi um afago que eu quis dar; pode até chegar a dizer que na verdade quem deu a bofetada foi ela. A versão do fato é livre e lhe pertence, mas isso jamais alterará o fato em si. O que pode mudar ou variar é a forma com que você o vê, ou quer vê-lo. A insistência, a malícia, a repetição e muitas outras técnicas poderosas que eles trabalham com maestria podem alterar a percepção do fato ou criar uma ilusão disso na nossa percepção, mas isso na verdade não alterará o fato. Ele permanecerá registrado da forma que de fato ocorreu independentemente da versão de cada um. Carmicamente ! E cartório mais confiável do que esse não existe!

Voltando à discussão se Nazismo/Fascismo é de direita ou de esquerda? O que de fato isso importa? O que é fato inegável e o que de fato importa é que tanto o Nazismo quanto o Marxismo se igualaram em seus objetivos totalitários, ditatoriais, fascistas, genocidas, tirânicos, estatizantes e centralizadores. Algo que é o oposto do liberalismo, na teoria, por definição e na prática por abraçar a crença nas Liberdades Individuais e na Democracia – outro termo que eles tentam desesperadamente  inverter.

Isso é um fato. O resto é “lábia” de vigaristas. Jogo de cena e truque de prestidigitação para iludir incautos.

Da mesma forma que o ”4 dedos”, seja ele comunista ou não, ou até que seja um conservador direitista como a versão aqui reproduzida tenta vender aos demais, seja ele um criminoso ou o salvador da pátria como seus fanatizados seguidores pretendem, tudo isso é uma interpretação que você quer dar aos atos dele. É um direito seu. Mas cuidado: cada escolha traz consequências e a conivência com atos e escolhas malévolas também!  Pois os atos cometidos por ele e seus sequazes de fato foram cometidos, independem da sua versão e nada mais nem ninguém poderá apagá-los. Nem alterar a consequência de tais atos: se foram benéficos ou nocivos, se foram regidos pelas Leis da Ordem, do correto e do Bem. Ou não!

E aí negada, não tem pra ninguém! Ninguém inverte, deturpa ou altera as Leis imutáveis da Ordem e da Harmonia. Do correto. Do que é Bem e do que é Mal. Do que é Ordem e do que é Caos. Tais Leis são inalteráveis.

Este raciocínio em sua estrutura pode lhe parecer simplório. E é! Mas não esqueça que esse é o raciocínio utilizado pelos vigaristas e oportunistas de todas as cores e espectros para aliciar as massas. Um raciocínio simplório (ou populista, se preferir) dirigido às massas, que, por definição, são simplórias, e, no caso particular do Brasil, justifica que tais explicações sejam ainda mais simplórias por sabermos que elas, as massas, permaneceram, também, deliberadamente incultas e desinformadas por longos anos.

Contudo, é tempo de reverter esse quadro. E a única forma de nos livrarmos desse círculo perverso de atraso e miséria é exatamente essa: levar a informação e a Verdade às massas. Uma responsabilidade de todos nós, que fazemos parte dessa elite com acesso a uma informação mais confiável. Afinal, sabemos que a informação levada por órgãos como a Globo e a mídia tradicional “mainstream” pode ser tudo, menos confiável. Está aí o título desse livro que deu origem a este artigo, como exemplo, que não nos deixa mentir. Por isso, cada vez mais cabe a nós suprirmos tal carência, já contaminada por eles. Por isso, faça a sua parte, se achar que o conteúdo desta mensagem pode ser útil ao maior número possível de pessoas:

COMPARTILHE-O!

Resultado de imagem para TRUQUES DE PRESTIDIGITAÇÃO

0 respostas

Deixe uma resposta

-
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *